Cafeína e Exercício Físico

 

Muitos atletas ou desportistas algumas vezes, recorrem a substâncias e/ou suplementos para melhorar seu desempenho físico e uma das mais usadas é a cafeína.

Se bem utilizada pode trazer muitos benefícios, mas o seu uso indiscriminado pode trazer prejuízos ao organismo. Conheça os benefícios e prejuízos do uso contínuo da cafeína como estimulante para a atividade física:

BENEFÍCIOS: A cafeína ajuda a diminuir a fadiga física e muscular, o cansaço; estimula o sistema nervoso central, aumentando a utilização e queima de gordura corporal.

PREJUÍZOS: A cafeína pode causar efeitos colaterais em pessoas mais sensíveis, que são: insônia, dor de cabeça, irritação no estômago e intestino e efeito diurético. Em doses muito elevadas, pode causar desidratação, diarreia, tremores e prejuízos na coordenação motora. Alguns estudos comprovaram que a cafeína possui um efeito benéfico por ser capaz de aumentar o tempo de exercício, pico da potência, capacidade de executar exercícios de explosão muscular. Essa ação positiva que a cafeína causa na potência principalmente nos membros inferiores é importante, afinal favorece um atleta no final de uma partida ou mesmo o desportista para a realização final do treino.

Como pico de ação da cafeína se dá 1 hora após sua ingestão, o ideal é que ela seja ingerida de 50 a 60 minutos antes do exercício, e as doses podem variar de 1 a 5mg por quilo de peso, levando-se em conta o sexo e atividade física praticada.

O ideal é começar com uma dose pequena e aumentar aos poucos. Além disso o uso da cafeína possuí contra indicação, como: hipertensos; pessoas com algum distúrbio cardíaco; pessoas ansiosas; pessoa com caso crônico de insônia; indivíduo com úlcera ou gastrite; e se tiver anemia crônica ou pré-disposição para ela, pois a cafeína diminui absorção de ferro, agravando o quadro da anemia.

O uso da cafeína sempre deve ser orientado, por isso sempre procure um nutricionista, pois este profissional é habilitado para fazer esta recomendação.

Fonte: Detox in box

Jericoacoara

No nosso guia de viagens dessa semana, o destino é o paraíso localizado a 300km de Fortaleza. O Parque Nacional de Jericoacoara. Um local quase intocado pelo homem, onde a luz da lua e das estrelas são algumas das atrações principais.

Nos últimos anos as praias de Jeri se tornaram muito famosas pelo planeta. A vila de pescadores apesar de tranquila está entre as 10 praias mais bonitas do mundo!

O acesso ao local não é nada fácil, sendo feito apenas por carros 4×4 e nada por lá é asfaltado. 100% de contato com a natureza <3

As lagoas são consideradas as melhores “praias” de Jeri. A principal é Jijoca, dividida em duas partes: Lagoa Azul, rústica e com barracas simples; e Lagoa do Paraíso, com pousadas confortáveis e restaurantes que oferecem redes e espreguiçadeiras.

Por todo o espelho d´água, os bons ventos da região – considerada uma das melhores do país para a prática de esportes náuticos – conduzem jangadas e pranchas de kitesurf, que dividem o espaço em perfeita harmonia. Aproveite o passeio de bugue ou de jardineira pra chegar até lá.

Já a praia do centro de Jericoacoara, frequentada pelos windsurfistas em especial, tem como destaque a duna do Pôr do Sol. Todos os dias, no final da tarde, nativos e turistas sobem o morro de 30 metros de areia para apreciar o espetáculo do sol mergulhando no mar. Depois, a vila vira festa.

Fonte: http://www.feriasbrasil.com.br/ce/jericoacoara/

 

Celulite

Celulite, nome popular dado a uma alteração histomorfológica (na forma do tecido conjuntivo subcutâneo), classificada como fibro edema gelóide. A denominação nem importa muito, o que realmente importa é como se livrar destas alterações que insistem em aparecer principalmente em mulheres. A celulite é um problema estético que provoca mudanças no aspecto e função da pele, podendo levar a quadros dolorosos na área de maior acometimento e diminuição da autoestima.

As causas que dão origem a celulite ainda não são conhecidas, mas estudos apontam que a herança genética, alterações hormonais e enzimáticas, gravidez, puberdade, pílulas anticoncepcionais e mau funcionamento do sistema circulatório acarretam em um tecido com pouca oxigenação, subnutrido, desorganizado, sem elasticidade e que pode favorecer a ruptura e surgimento de micro hemorragias.  Além disto, alterações na produção e o uso de medicamentos que interferem no hormônio estradiol desencadeiam ou agravam a celulite facilitando a retenção de água e sal. As áreas de maior acometimento são onde ocorre o maior acúmulo de gordura: glúteos, culotes, quadris, pernas, abdômen, joelhos e braços.

Dietas alimentares, terapias físicas, terapia medicamentosa e processos cirúrgicos são os mais recomendados para o tratamento. A fisioterapia dermato funcional atua em seu tratamento com os seguintes recursos: drenagem linfática; endermologia; ultrassom; eletroterapia; massageadores vibratórios entre outros, que tem maior eficácia quando associados.

Alguns alimentos também contribuem para a redução. São eles: algas, arroz integral, aveia (reorganiza as fibras da pele), azeite de oliva e óleo de linhaça (ação anti-inflamatória) , castanha do Pará (possui selênio que é antioxidante), folhas verdes escuras (desintoxicam o organismo), lima da pérsia (limpeza do sistema linfático e desintoxicação do fígado), maçã (possui uma fibra que neutraliza toxinas presentes no organismo), peixes, chá verde e sucos de frutas vermelhas. E os temperos como alho, cebola, manjericão, gengibre, açafrão, hortelã e canela também dão uma forcinha melhorando a circulação sanguínea.

Fique de olho e faça boas escolhas alimentares, sempre que possível fuja de alimentos gordurosos e doces.